Economia

Auxílio Emergencial: Como sacar minha parcela?

Auxílio Emergencial Como sacar minha parcela
A Caixa Econômica Federal segue cumprindo o calendário de pagamento do Auxílio Emergencial em 2020. Nesta sexta-feira (4), uma nova parcela, que pode ser de R$ 600 ou de R$ 300, será depositada para aniversariantes de agosto que não estão inscritos no Bolsa Família. Saiba quando você poderá sacá-la e como fazer.

A Caixa Econômica Federal começa a pagar nesta sexta-feira (4) a 8ª parcela do Auxílio Emergencial. O valor, que pode ser R$ 600 ou R$ 300 será disponibilizado na conta digital para movimentação por meio do aplicativo Caixa Tem. Nesta etapa, os beneficiados são os nascidos em agosto que não estão cadastrados no programa social Bolsa Família.


O prazo para se cadastrar no Auxílio Emergencial já foi encerrado. Muitos brasileiros ainda têm parcelas do benefício para receber. O auxílio financeiro é destinado a trabalhadores autônomos, devido à pandemia de COVID-19.

Embora, o valor depositado nesta sexta-feira aos aniversariantes de agosto ainda não possa ser sacado, muitos brasileiros nascidos em outros meses já estão com o dinheiro liberado para saque. Se este for o seu caso, veja aqui como é simples ter seu benefício em mãos.

Saiba como sacar o seu Auxílio Emergencial

Após a liberação do valor para saque, siga os passos abaixo:

  • Esteja próximo a um caixa eletrônico da Caixaunidade lotérica ou a um correspondente Caixa Aqui;
  • Faça o login no aplicativo Caixa Tem e selecione a opção “Saque sem cartão”;
  • Gere o código de saque;
  • Insira a sua senha para visualizar o código;
  • Apresente o código ao atendente ou utilize no caixa eletrônico.

Importante: O código citado acima tem validade de apenas 1 hora antes de expirar, esteja nas proximidades do local de saque.

Leia também: Pix: o que é, como se cadastrar e como funciona?

Pagamento para aniversariantes de agosto – ciclo 5

“Ciclo” é como a Caixa denomina cada calendário em que todos os beneficiários do Auxílio Emergencial (exceto os do Bolsa Família) recebem ao menos uma parcela do benefício, independente de qual delas seja.

Cada ciclo possui duas etapas de pagamento, ambas levam em consideração a data de nascimento da contemplado.

Na primeira etapa, o dinheiro fica disponível apenas para transações digitais no aplicativo Caixa Tem. Saques e transferências serão liberados apenas na segunda etapa, no caso de quem está recebendo a 8ª parcela em 4 de dezembro, o saque pode será ser feito em 18 de janeiro.

Veja todas as datas:

Ciclo 5

Saques dos ciclos 3 e 4 continuam

O fato de a Caixa ter iniciado o ciclo 5, não altera o fato de que ainda estão sendo liberados saques e transferências dos ciclos 3 e 4.

Consulte a data indicada na coluna à direta na tabela abaixo para saber quando poderá sacar ou transferir, ao mesmo tempo, as parcelas dos ciclos 3 e 4 que já foram depositadas na poupança digital.

Ciclos 3 e 4

Próximo ciclo de pagamento (6)

Ao até o momento, a Caixa irá realizar um total de seis ciclos. A cada um deles, todos os beneficiários (exceto os inscritos no Bolsa Família) recebem uma nova parcela (seja de R$ 600 ou de R$ 300), conforme o mês de aniversário.

Veja Também  Como instalar e cuidar das telas nas janelas de casa e porque usar?

Ciclo 6

Número de parcelas a receber

A quantidade de parcelas total a que a pessoa terá direito depende do mês em que ela começou a receber o auxílio. O máximo são nove parcelas, sendo as cinco primeiras de R$ 600 e as quatro últimas de R$ 300.

  • Quem recebeu a 1ª em abril: 9 parcelas
  • Quem recebeu a 1ª em maio: 8 parcelas
  • Quem recebeu a 1ª em junho: 7 parcelas
  • Quem recebeu a 1ª em julho: 6 parcelas.

3 observações importantes:

  • Todas as pessoas que começaram a receber o auxílio emergencial de agosto em diante não receberão parcelas do auxílio extensão, de R$ 300. Elas terão direito apenas às cinco primeiras parcelas de R$ 600.
  • No ciclo 6, beneficiários podem receber o pagamento de até 4 parcelas de uma única vez. Isso pode ser necessário para completar os 5 depósitos.
  • Mulheres chefes de família têm direito a duas cotas. Portanto, as cinco primeiras parcelas são de R$ 1.200, enquanto as quatro últimas são de R$ 600.

Mas afinal, quem tem direito a este auxílio?

Tem direito ao benefício cidadãos maiores de 18 anos, ou mãe com menos de 18 anos, que atendam a todos os requisitos abaixo, sem exceção. Veja quais são:

1. Esteja desempregado ou exerça atividade na condição de:

  • Microempreendedores individuais (MEI); 
  • Contribuinte individual da Previdência Social;
  • Trabalhador Informal.

2. Seja membro de uma família com renda mensal por pessoa de até meio salário mínimo (R$ 522,50), ou cuja renda familiar total seja de no máximo 3 (três) salários mínimos, equivalente a R$ 3.135,00.

Ainda tem dúvidas sobre o assunto? Acesse o site da Caixa.

★ Deixe seu like:

Classificação / 5. Votos:

Newsletter

Contrate uma Helper

UmHelp - Diaristas

Publicidade