Limpeza

7 Dicas para lidar com animais de estimação dentro do apartamento!

7 Dicas para lidar com animais de estimação dentro do apartamento!
como eu posso cuidar dos meus animais morando em um apê? A gente separou 7 dicas importantes para lidar com cachorros e gatos e sobre os cuidados que devemos ter com animais de estimação em apartamentos.

É uma delícia chegar em casa e receber um grande “bem-vindo” do seu dog, que já vem correndo, pulando, te derrubando de tanta alegria por ter o melhor amigo de volta em casa. O mesmo serve para os gatinhos, que não expressam tanta alegria assim, mas a gente sabe que eles se sentem bem quando papai e mamãe estão em casa. 

Mas você, marinheiro de primeira viagem, pode estar se perguntando agora: “como eu posso cuidar dos meus animais morando em um apê?”. A gente separou 7 dicas importantes para lidar com cachorros e gatos e sobre os cuidados que devemos ter com animais de estimação em apartamentos. Agora, se você é do tipo mais exótico, que tem cobras, aranhas, tartarugas, coelhos e outros bichinhos desses como pets, fala com a gente! Vai ser uma delícia descobrir como cuidar desses animaizinhos também 🙂

Vamos às dicas de como tratar animais de estimação, então:

1 –  conhecendo as regras do condomínio

Antes de se decidir por levar um cão ou gato pra dentro do seu apê, você precisa checar quais são as regras do seu condomínio. Aliás, uma informação importante sobre animais de estimação em condomínios residenciais: ninguém pode proibir! O Artigo 19 da Lei nº 4.591/64 afirma que o morador tem total direito de usar seu imóvel, seja ele casa ou apartamento, da forma como bem quiser – e isso inclui trazer animais de estimação pra dentro de casa. O que você tem que observar são as regras de convivência, as boas práticas e, nunca é demais afirmar, a boa e velha política de boa vizinhança.

Alguns condomínios têm regras, em seus Regimentos Internos, sobre a presença de pets nas áreas comuns – essas precisam ser respeitadas, senão você pode acabar pagando multas e se indispondo com alguns vizinhos – e ninguém quer isso, não é?

2 – definindo onde fazer cocô e xixi

Os bichinhos têm suas necessidades fisiológicas assim como a gente, humanos. Por isso, é importante você prever um lugar em seu apê para eles chamarem de seus e se sentirem à vontade na hora do xixi e do cocô. Muita gente escolhe a área de serviço ou a sacada. Agora, se seu apê não conta com esses cômodos disponíveis, vale considerar um cantinho do banheiro mesmo.

Cachorros precisam ser educados quanto aos locais de “higiene pessoal”, já os gatinhos são mais fáceis e mais asseados nesse ponto: basta uma caixinha de areia para que eles se resolvam sozinhos.

Animais em apartamento

3 – proporcionando uma boa noite de sono

Onde seus bichinhos dormem? Ou onde eles vão dormir? A gente se empolga na hora de adotar ou comprar um pet, mas antes de tomar essa decisão, vale pensar onde vai ser a caminha deles, pra depois não ter confusão.

Se você mora num apê bem grandão, a gente imagina que espaço para o(s) novo(s) morador(es) não vai ser problema. Agora, se você vive em uma kitnet ou studio, é importante considerar esse espaço antes de tomar sua decisão, já que 1m² faz a diferença num apê pequeno assim.

4 – descobrindo onde levar para passear

Como é seu bairro? É tranquilo para uma caminhadinha de leve? É seguro sair à noite para passear com o dog? Ou seria melhor levá-lo para passear pelas manhãs? Se você é do tipo que adora um dog, mas trabalha muito e fica boa parte do dia fora de casa, vale considerar um passeador de cães (é uma profissional e tá em alta!). O importante é prever esse momento na sua rotina, para o bichinho não estressar preso dentro de casa 😉 Já os gatinhos não precisam do rolê no bairro, mas vale separar um tempinho do seu dia para brincar com eles também. 

5 – providenciando os cuidados necessários com a segurança

Em apartamentos, os cuidados com os animais precisa ser redobrado! Se seu apê for alto, os cuidados triplicam! Grades ou telas de proteção – ou até mesmo o fechamento das sacadas – são necessários, são obrigatórios (!), para garantir a segurança dos seus animaizinhos. 

Veja Também  Panelas antiaderentes: 7 dicas para mantê-las limpas e funcionais por mais tempo

Se você não tem sacada, vale garantir o fechamento das janelas, para que você possa ficar mais tranquilo ou tranquila dentro ou fora de casa. O fechamento com vidros aperta um pouco o bolso, mas fechar esses espaços com telas de proteção é uma saída econômica, que também garante a proteção.

6 – cuidando da saúde dos bichinhos

Vacinas em dia? É importante levar, de tempos em tempos, seu animalzinho para um check-up veterinário. É como a gente mesmo, os humanos: tem que cuidar, se prevenir, se medicar, fazer exercícios e se vacinar.

Além da saúde física dos seus bichinhos, é preciso lembrar também da saúde mental. Por isso a importância de separar um tempinho do seu dia para dar carinho, atenção, tratar bem os bichinhos de estimação. Já parou pra pensar por que eles têm esse nome de bichos de estimação? 🙂 É pra estimar. E estimar de montão!

7 – garantindo a limpeza ideal

Bom, é sim uma delícia chegar em casa e ter uma companhia extra, um amiguinho ou amigão pra gente apertar, esmagar, abraçar. Mas que eles trazer uma sujeira adicional aos ambientes, trazem 🙂 Por isso, na hora de limpar, conte com uma ajudinha se você quiser dedicar seu tempo livre para outras coisas, como passear com os pets, por exemplo. Pede um help pra gente, enviamos uma diarista para você. Adoramos bichinhos, adoramos cuidar da sua casa, adoramos limpar!  

Se você já tem bichinhos em casa, essas informações são só pra você recordar. Agora, se você está pensando em incluir mais um morador no seu apê, essas dicas de como cuidar dos bichinhos de estimação são fundamentais para mais qualidade de vida, tanto pra eles quanto pra você.

★ Deixe seu like:

Classificação 5 / 5. Votos: 2

Comentar

Clique para Comentar!

Newsletter

Publicidade